Crise 2.0:Heróico Povo Grego

 

 

 

 

Ficheiro:Jacques-Louis David 004.jpg

“Filhos dos gregos, ide, salvai nossa pátria, vossas mulheres e filhos, os tempos de vossos deuses e os túmulos de vossos ancestrais; é por todos eles que hoje deveis combater” ( Os Persas – Ésquilo)

 

O heróico povo Grego resistiu à invasão Persa, lutando contra o incrível exército comandado por Xerxes, filho de Dario, que partiu para conquistar toda a  Grécia. O general Leônidas (Filho de Leão ou o Leão de Esparta) com apenas 300 homens de sua guarda pessoal resistiu até o último homem, atrasando em muito o rumo do exército Persa.

O mítico combate no estreito de Termópilas, em que os 300 combatentes Espartanos se vêem sozinhos enfrentando uma armada de 200 mil homens, dá a dimensão do que o povo grego já fez para preservar seu país, sua história e cultura. Mesmo quando já não havia mais o que fazer, Xerxes manda mensagem para que Leônidas deponha as armas, a resposta é célebre: “venha tomá-las de mim”. Confirmando a frase das mães e esposas aos heróis na partida: “Meu filho, volta com teu escudo, ou em cima dele”.

 

“Tesouros sem súditos que os defendam, de nada valem; e, sem tesouros, dias não há de esplendor sem sequer para o mais forte estado.” ( Os Persas – Ésquilo)

 

 

Lembrar este passado glorioso de feitos cantados em versos e prosas e, ver o destino funesto que hoje passa o povo grego, dá dor no coração e profunda solidariedade, para que se unam e vença as novas provações. Enquanto o parlamento grego votava as mais duras penalizações ao seu povo, na desesperada tentativa de agradar aos seus novos feitores: Comissão Europeia, Banco Central Europeu e FMI, o povo heróico, os filhos Leônidas, estava nas ruas.

 

As medidas aprovadas são calamitosas, corta ainda mais os já rebaixados salários de 700 mil funcionários públicos, corte nas pensões acima de 1200 Euros, a chantagem que o primeiro ministro fez é vergonhosa, desrespeita a memória e a história deste povo, reduz apenas isto: “Escapar à falência”. Como se houvesse falência maior que a moral. Os números assombrosos de desemprego, próximos aos 20%, que chegam aos inacreditáveis 45% entre os jovens.

 

Do lado de fora do parlamento o verdadeiro espírito grego, 200 mil manifestantes entram em choque com a polícia na quinta greve geral apenas em 2011. Um país assim não pode, não deve ser destruído, nem humilhado apenas para salvar meia dúzia de banqueiros franceses ( 39% da dívida grega) e Alemães(27% da dívida grega), que irresponsavelmente especularam com os títulos públicos gregos. Agora angelicalmente aparecem como vítimas da má gestão grega.

 

As migalhas ao governo prometida não somam 8 bilhões de Euros, uma ninharia comparada aos 95 bilhões que França e Bélgica deram semana passada ao Dexia. 11 milhões de gregos vivendo sob o julgo da miséria, das incertezas, vivendo na Europa em trabalhos precários, numa tentativa desesperada de manda dinheiro aos parentes que ficaram. O cidadão de segunda categoria, mas com o passaporte CE, é o que sobrou ao malogrado ingresso da Grécia na Zona do Euro.

 

 

Anúncios

10 respostas em “Crise 2.0:Heróico Povo Grego

  1. Os gregos provam de uma sopa fria, já bastante degustada na América Latina, e que por incrível que pareça, deixou muita gente saudosa por aqui. Aliás, estes mortos vivos não conseguem ver o mundo além da subserviência e da vassalagem.

  2. Triste situação os gregos vivem. Nós brasileiroa em um passado recente passamos por situação parecida.Lógico,sem essa coragem de lutar contra os poderosos…fomos passivos!!
    Abraços.

  3. Esta passividade do brasileiro passa dos limites.Engolimos receitas indigestas do FMI, como mendigos famintos que aceitam comida podre que lhes é ofertada; aceitamos os desmandos da imprensa comprometida com o grande capital, que tudo faz contra os interesses nacionais. Tem o desmando das montadoras, que – com a desculpa de que oferecem alguns milhares de empregos (meu filho, inclusive, trabalha em uma), exploram milhões de nós com preços abusivos(veja este artigo http://miud.in/3BN) e aceitamos tudo isto rindo e sambando. Falta ainda muita conscientização a nós, brasileiros. Espero que não tenhamos que aguardar ter a idade do povo grego para atingirmos tal consciência…

  4. Desolador. Fiquei com os olhos cheios de água. Imagine o aposentado ver seu benefício cortado, que covardia com os velhinhos! Nem acredito que nos livramos do FMI e seus robôs malévolos…

  5. Coisas assim acontecem há tanto tempo que bate a sensação de que mais do que mudar as coisas nossa vida é pura resistência.

  6. Pingback: Crise 2.0: Hora do balanço | Arnobio Rocha

  7. Pingback: Crise 2.0: Diário Dois Ponto Zero | Arnobio Rocha – Política, Economia e Cultura

  8. Pingback: Crise 2.0: Grécia, tchau Euro | Arnobio Rocha – Política, Economia e Cultura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s