Noturno

 

 

 

 

Noite, de castigo esperando o horário do remédio da Lelê, que tem hora exata para ser ministrado, revendo o dia, as coisas que fiz ou deveria fazer, o que tinha para ser escrito e não escrevi. Hoje foi um dia de pensar no momento e como serão os próximos meses no cenário político ( Conjuntura Política 2012 ) estou sinceramente pensando em ficar longe dos fatos vindouros, um certo desgaste pessoal, as forças faltando, preciso canalizar para o que realmente importa.

 

Pensando em ser discreto na intervenção política, participação cidadã, mas sem o mesmo vigor de 2010, preciso me concentrar na minha vida, os desafios que tenho em casa e no trabalho. De algum jeito as coisas(Brasil) estão se definindo de forma razoável e satisfatória, então melhor cuidar de mim, dos meus e atuar apenas pontualmente. Em relação aos temas mais de fundo, estratégicos, continuarei a me dedicar com mais entusiasmo, transformar a série Crise 2.0 em algo menos intenso, mas com mais fôlego, acredito que esta crise ainda vai perdurar por mais 2 anos, com grandes mudanças no mundo, de forma surpreendentemente rápida.

 

Estou aprendendo e, compreendendo, como a vida flui, como melhor viver, mesmo em situação extremamente adversa, mas ainda preciso crescer muito, ser mais tolerante e mais participativo em casa, sentir mais minhas meninas, separar os problemas da rua, conviver de forma mais leve em casa, a tarefa não é simples, mas é necessária. Tudo isto é uma reeducação, sopesar o que é melhor entre valores, modo de vida e ação, buscar caminhos mais firmes e de mais longo prazo, não entrar na correria como se tudo fosse acabar no dia seguinte.

 

Lembrança de 1996 no Japão, ouvindo Secret Garden, viajando na vida e pensamentos:

 

Anúncios

6 respostas em “Noturno

  1. Fala Arnobio! É por aí. Nem se sinta com o compromisso de escrever intensamente, nem de nunca mais escrever. Escreva quando tiver tempo e vontade. Assim tenho levado o Pentelhão depois de um início alucinante, impossível de ser mantido para quem tem outras ocupações profissionais. Agora, por exemplo, estou na hora do ‘almoço’ do meu trabalho na madrugada.

    Paz e alegria pra você e pra sua família!

    Alexandre Rocha (Passarinho Pentelhão)

  2. Pingback: Voltar aos clássicos | Arnobio Rocha – Política, Economia e Cultura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s