Saudades dos meus Pais

 

A alegria dos Netos - Meus Pais

Há 26 anos tomei uma decisão na vida, talvez a mais importante dela, que moraria em  São  Paulo, já contei aqui esta história(São Paulo – Quando o amor acontece). 3 anos depois concretizei o que decidira, um certo temor em casa, pelo caminho que tinha escolhido. Minha mãe não entendeu bem o que acontecia, meu pai, naquela época, não entendia nem porque eu era rebelde, mas deve ter se preocupado também. As incertezas deles era por não saber qual motivo da minha escolha, atribuindo à minha militância política.

 

Bem, era fato, que a decisão tinha vinculação com minha opção politica, mas antes de qualquer coisa era uma escolha íntima, uma paixão que a cidade me causara, 3 anos antes. Como toda escolha tem muitas consequências, a maior delas, viver longe deles. Estava completando 20 anos, apenas um diploma técnico da Escola Técnica Federal, sem experiência de viver só, sem nenhum dinheiro, mas cheio de sonhos. Conhecer o mundo que aquela cidade imensa podia me apresentar.

 

Perdi nestes anos o convívio íntimo com meus pais, a idade deles avançando, os primeiros sinais de que a saúde pesa, a diabetes do meu pai. A mudança deles pra fazenda, ainda mais distantes de mim, a vida que desenvolvi aqui, constituindo minha família, as conquistas que eram apenas partilhadas por telefonemas semanais. A minha ida ao Japão, as minhas centenas de viagens pelo Brasil. O nascimento dos seus netos, crescimento, de como meu pai virou um super avô, a dedicação dele aos pequenos. A chegada das minhas filhas e nossas visitas apenas anuais, o vínculo não se perdeu nunca, mas a intensidade é menor.

 

Os sobrinhos cresceram muito, meus irmãos já tem adolescente ou já  irmãos já com adolescentes e homens e mulheres em casa, até com neto, nosso pequeno JA(João Airton), motivo de mais alegria dos seus bisavôs. Nós tão longe, vivendo nossa própria aventura, sofrendo nossas dores, alegrias e tristezas, sem compartilhar com ele, mas sentindo a força que eles emanam de lá. Todos eles estavam reunidos, felizes por nossa presença, as minhas filhas, em particular a Letícia, que carrega o simbolismo de lutar firmemente contra a terrível doença, agora ali sorridente entre os seus.

 

Anúncios

2 respostas em “Saudades dos meus Pais

  1. Pingback: Das Despedidas | Arnobio Rocha – Política, Economia e Cultura

  2. Minha mãe é ausente da criação de minha filha, não foi diferente comigo, meu PAPAI era doido, mas, se foi antes que minha filhota nascesse, só restam meus sogros que são os grandes avós, com todos os mimos, acho isso demais. Fui criado por minha avó sempre muito rígida e eu um rebelde maluco. Curta todas essas saudades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s